Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Famosos

Rapper indiano é assassinado ao levar 30 tiros em SUV

Sidhu Moose Wala tinha 11 milhões de seguidores no Youtube e 8,5 milhões no Instagram

Redação Publicado em 30/05/2022, às 15h19

Rapper indiano era envolvido com gangues - Divulgação/Redes Sociais
Rapper indiano era envolvido com gangues - Divulgação/Redes Sociais

Shubhdeep Singh Sidhu, mais conhecido como Sidhu Moose Wala, 28, era um famoso rapper indiano que foi assassinado a tiros, no estado de Punyab, noroeste da Índia, no último domingo, 29. O cantor era um sucesso mundial, além de seu país de origem, ele era também muito conhecido nas comunidades que migraram ao Reino Unido e ao Canadá.

O rapper tinha em seu canal do Youtube cerca de 11 milhões de seguidores. Seus grandes hits estão entre os vídeos mais populares da Índia, como "Legend", "Old Skool", "Just Listen" e "Devil". Wala ficou conhecido com seus vídeos de rap, na região que morava, ao criticar homens políticos e, também, seus rivais.

Ainda este ano, 2022, ele se apresentou para as eleições regionais de Punyab como candidato do partido de oposição mais famoso da área, mas não teve sucesso na carreira política.

A morte do artista

Segundo a polícia, via G1, o rapper estava dirigindo seu SUV quando dois ou três veículos atacaram o carro de Wala, disparando cerca de 30 tiros contra ele. De acordo com Viresh Kumar Bhawra, chefe de polícia de Punjab, o assassinato aparenta ser uma “rivalidade de gangues”.

Goldy Brar, gangster que reside no Canadá, reivindicou a autoria do assassinato “em nome da gangue de Lawrence Bishnoi”, relata Bhawra. Por ser um homem envolvido em causas políticas, o rapper colecionava pessoas que o considerava rival. Alguns deles aproveitaram a situação para acusar o cantor de nacionalismo sij, glorificação de armas e a cultura das gangues.