Notícias » Entretenimento

Rapper Nicki Minaj critica obrigatoriedade das vacinas contra covid-19 em evento

Artista não foi ao Met Gala 2021 por não ter tomado as doses e espalhou desinformação sobre a imunização

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 14/09/2021, às 10h49

A cantora Nicki Minaj em 2019
A cantora Nicki Minaj em 2019 - Getty Images

Na última segunda-feira, 13, aconteceu o Met Gala 2021, em Nova York, que reuniu inúmeras celebridades. Uma das exigências do evento era que os convidados deveriam estar vacinados, obrigatoriedade que foi criticada pela rapperNicki Minaj em seu perfil no Twitter, que conta com mais de 22,6 milhões de seguidores.

Na plataforma, a cantora afirmou que não tomaria a vacina contra a covid-19 apenas para estar presente na grande festa , mas sim quando tivesse pesquisado o suficiente sobre o imunizante, o que ela disse estar fazendo atualmente. 

"Eles querem que você se vacine para ir ao MET. Se eu me vacinar, não será pelo MET. Será quando eu sentir que pesquisei o suficiente (sobre o assunto). Estou fazendo isso agora. Enquanto isso, meus queridos, fiquem seguros. Usem as máscaras com dois elásticos que prendem no seu rosto e cabeça. Não aquela solta", escreveu. 

Por não ter sido imunizada, a artista ficou de fora do evento. No entanto, ela ressalta que "provavelmente será vacinada" devido a turnês, visto que o comprovante da imunização deverá ser solicitado em aeroportos ao redor do mundo.

Minaj ainda fez outra publicação de desinformação e conteúdo antivacina ontem, 13, ao falar sobre o primo, que mora em Trinidad & Tobago, que "não vai se vacinar porque o seu amigo se imunizou e ficou impotente" devido a testículos inchados.

É importante destacar que esse NÃO é um dos efeitos colaterais que podem ser observados com a vacinação. 

Ela concluiu, afirmando: “Então, apenas ore sobre isso e certifique-se de que você está confortável com sua decisão, não intimidado”. 

Embora o conteúdo espalhe informações falsas e dúvidas sobre a importância da vacinação, o Twitter não considerou que os tweets violavam as regras da plataforma, portanto, eles continuam visíveis para os milhões de seguidores da cantora.