Notícias » Arqueologia

Rara descoberta: Pedras maciças gigantes do Período Muromachi são desenterradas no Japão

Uma escavação em Kyoto revelou um importante detalhe sobre o Japão Feudal e o xogum Ashikaga Yoshimasa

Alana Sousa Publicado em 15/04/2020, às 06h00

As pedras encontradas no Japão
As pedras encontradas no Japão - Divulgação

O Instituto de Pesquisa Arqueológica da cidade de Kyoto, no Japão, anunciou uma relevante descoberta do Período Muromachi, situado entre 1336 e 1573. Trata-se de oito pedras maciças de jardim que foram desenterradas do Palácio das Flores — a residência oficial do governo feudal japonês.

A maior das oito rochas encontradas mede cerca de 3 metros de comprimento. Mais larga do que outros ornamentos localizados ao longo dos anos em casas oficiais de imperadores ou membros da elite. Os arqueólogos acreditam que o tamanho das pedras poderia ser uma expressão de poder. Para comparação, a menor delas possui 95 cm. Algo impressionante, e que acrescenta um valor superior à revelação.

O xogum Ashikaga Yoshimasa / Crédito: Wikimedia Commons

 

Pesquisadores afirmam que o responsável por colocar as rochas no palácio foi Ashikaga Yoshimasa, oitavo xogum do período. Hisao Suzuki, professor de arqueologia e história de jardins na Universidade de Kyoto Sangyo, afirmou que a “descoberta mostra que ele se destacou em promover a cultura e a tecnologia de engenharia”.

“Ashikaga Yoshimasa até agora não tinha sido particularmente respeitado por suas habilidades políticas porque desencadeou a Guerra de Onin (1467-1477), que foi seguida pelo período dos Reinos Combatentes”, explicou Suzuki.