Notícias » Arqueologia

Rara escultura feita de ossos é analisada por arqueólogos na Turquia

Encontrado em uma das cidades mais antigas do mundo, o artefato possui características antropomórficas

Isabela Barreiros Publicado em 27/04/2020, às 14h20

O artefato encontrado em Çatalhöyük, na Turquia
O artefato encontrado em Çatalhöyük, na Turquia - J. Quinlan

Çatalhöyük, na Turquia, é considerada por pesquisadores uma das cidades mais antigas do mundo — nela já foram realizadas inúmeras escavações ao longo dos anos. Em 2016, mais especificamente, um artefato raríssimo foi encontrado e, após um longo período de análise, foi anunciado ao mundo.

Uma estatueta feita de ossos — considerada única — foi descoberta por arqueólogos da Academia de Belas Artes de Gdańsk, na Polônia. Com 6 cm ao total, o objeto possui características antropomórficas, isto quer dizer que apresenta detalhes que tem como objetivo lembrar traços humanos.

“Este é sem dúvida um achado importante, com uma descrição muito simplificada, mas clara, das características humanas na forma de olhos. A estatueta foi feita de osso, o dedo proximal de um hemíono (espécie de burro asiático)” explicou Kamilla Pawłowska arqueóloga e paleontóloga responsável pela descoberta.

A região foi habitada principalmente no período neolítico, entre 7.100 e 6 mil a.C, e as pessoas que ali viveram desenvolveram artefatos muito interessantes, como a escultura em questão. As incisões visíveis provavelmente tinham o intuito de fazer com que elas se parecessem com olhos humanos.