Notícias » Arqueologia

Raro osso humano de 450 mil anos é identificado em caverna na França

Encontrado há cerca de 18 anos, o fragmento passou por diversas análises até que fosse classificado como um pedaço de fíbula

Pamela Malva Publicado em 17/03/2021, às 17h00 - Atualizado às 17h02

Fotografia das explorações na Caune de l'Arago, a Caverna de Tautavel
Fotografia das explorações na Caune de l'Arago, a Caverna de Tautavel - Wikimedia Commons

Durante explorações na caverna de Tautavel, próxima da divisa entre a França e a Espanha, arqueólogos fizeram uma descoberta impressionante. Trata-se de um osso humano “muito raro" com cerca de 450 mil anos, segundo anunciou o centro de pesquisas o sítio pré-histórico, nesta quarta-feira, 17. As informações são do UOL.

De acordo com o arqueólogo Christian Perrenoud, o fragmento que mede menos de 6 centímetros foi encontrado há cerca de 18 anos. Somente agora, contudo, após anos de análises, os cientistas puderam confirmar que se trata de um pedaço de fíbula humana.

O tamanho do osso, inclusive, é um dos motivos para o achado ter sido identificado depois de tanto tempo. “Quando você tem um pedaço pequeno de poucos centímetros, sabendo que existem 122 espécies fósseis descritas na caverna, tomamos muito cuidado antes de afirmar que vem do homem”, explicou o arqueólogo.

Pela idade e por ser tão inédita, então, a descoberta é bastante surpreendente para os cientistas. “É muito raro encontrar ossos humanos dessa época, até porque os homens que viveram há mais de 100 mil anos não enterravam seus mortos", narrou Perrenoud.

A Caverna Tautavel, ou Caune de l'Arago, é conhecida por abrigar um grande número de fósseis pré-históricos. Foi lá, por exemplo, que um arqueólogo voluntário francês de 16 anos encontrou um dente humano de 560 mil anos — episódio que ficou conhecido no meio arqueológico local como “a grande descoberta”.