Notícias » Espanha

Rastro de lava do vulcão Cumbre Vieja é visto em imagens da Nasa

Satélite da agência espacial registrou o percurso de destruição nas Ilhas Canárias; veja

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 30/09/2021, às 11h07

Satélite registra rastro de lava no dia 26 de setembro
Satélite registra rastro de lava no dia 26 de setembro - Divulgação/Landsat 8/Earth Observatory/Nasa

O rastro de lava deixado pelo vulcão em erupção Cumbre Vieja, que percorreu as comunidades de El Paraiso e Todoque, em La Palma, nas Ilhas Canárias, foi registrado em imagens feitas pela agência espacial americana Nasa. 

Como reportou a CNN Brasil, o satélite Landsat 8 da Nasa foi responsável por captar as imagens no último domingo, dia 26 de setembro, que mostram o enorme impacto deixado pela erupção do vulcão na região.

O satélite mostrou as partes mais quentes da lava nas fotografias ao utilizar o infravermelho, que registra exatamente o caminho da lava. Isso porque o material resfria na superfície e adquire uma crosta escura, não ficando vermelho e laranja como conhecemos.

O rastro escuro, com uma fumaça que vai em direção nordeste da imagem, é uma mistura de cinzas, dióxido de enxofre e outros gases da atmosfera e também puderam ser registrados pelo satélite da Nasa.

A lava destruiu, em seu percurso, cerca de 400 casas, fora as estradas e plantações agrícolas, chegando a dez dias de erupção após Cumbre Vieja passar cerca de 50 anos “adormecido”. 

Confira as imagens a seguir.

Imagem feita pelo satélite no dia 22 de setembro / Crédito: Divulgação/Landsat 8/Earth Observatory/Nasa

 

Rastro de lava em 26 de setembro / Crédito: Divulgação/Landsat 8/Earth Observatory/Nasa

 

Fumaça da lava registrada em 26 de setembro / Crédito: Divulgação/Landsat 8/Earth Observatory/Nasa

 

Fotografia do dia 22 de setembro / Crédito: Divulgação/Landsat 8/Earth Observatory/Nasa