Notícias » Reino Unido

Reino Unido revela aumento de casos de antissemitismo

A maioria dos atos de ódio contra o grupo religioso aconteceram na internet e preocupam a comunidade judaica

Caio Tortamano Publicado em 07/02/2020, às 08h00

Parede de uma sinagoga profanada com suásticas
Parede de uma sinagoga profanada com suásticas - Getty Images

Os britânicos tiveram em 2019 um recorde alarmante. Foi registrado o maior número de incidentes de ódio contra judeus em todo o país. Ao todo, 1.805 casos de preconceito contra os semitas foram identificados.

Houve um aumento de 7% em relação ao número de incidentes antissemitas em 2018, com 1.690. Outro fato alarmante sobre a pesquisa da British Community Security Trust (CST) – organização responsável por registrar casos como esse – é a de que esse é o quarto ano consecutivo que se bate esse recorde.

Mais da metade dos casos de preconceito foram registrados em Londres, com 947. O segundo local com mais ocorrências foi Manchester, com 223 casos. As cidades não foram o foco a toa, são onde estão as duas maiores comunidades judaicas da Grã-Bretanha. A notícia menor pior é a de que, por mais que esteja em segundo lugar, Manchester apresentou uma queda de 11% em relação a 2018.

A maior parte dos ataques ocorreu pela internet, com 39% dos casos. Acontecendo principalmente pelas redes sociais, o aumento de 2019 para 2018 foi massivo, 82%. Para o CST, foi por causa desse ambiente que houve o aumento geral nos casos de antissemitismo.