Notícias » Meghan Markle

Relatório revela que Meghan Markle foi vítima de campanha de ódio sem precedentes nas redes sociais

O provedor de análise do Twitter revelou dados alarmantes; entenda

Redação Publicado em 29/10/2021, às 07h54

Meghan Markle, em 2018
Meghan Markle, em 2018 - Getty Images

Na última terça-feira, 26, o provedor de análise do Twitter, Bot Sentinel, divulgou dados alarmantes em um relatório a respeito de uma campanha de ódio na rede social, envolvendo a duquesa de Sussex, Meghan Markle.

Meghan, esposa do príncipe Harry, foi alvo de uma ação coordenada de ódio e assédio, com linguagem racista codificada. Foi o que o provedor descobriu durante a investigação.

De acordo com informações publicadas na última quarta-feira, 27, pelo jornal O Estado de São Paulo, acredita-se que houve uma estratégia de esforço coordenada, para que o assédio fosse ampliado.

“Procuramos contas automatizadas e encontradas muito evidências de atividade de bot”, afirmou o presidente executivo da empresa, Christopher Bouzy.

O homem revela que se surpreendeu com a forma que a disseminação de tweets de ódio foi orquestrada. Bouzy afirma que até então não havia visto nada parecido.

Até o momento, representantes de Meghan não comentaram sobre o caso.


 ++ Pensando na matéria que você acabou de ler, confira um vídeo sobre a rainha Elizabeth II