Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Arqueologia

Relicário perdido de santo padroeiro da Inglaterra é redescoberto na Noruega

Vestígios do relicário de São Swithun foram encontrados em uma cripta localizada na Catedral de Stavanger, na Noruega; confira!

Vestígios do relicário de São Swithun - Reprodução / Museu Arqueológico / UiS
Vestígios do relicário de São Swithun - Reprodução / Museu Arqueológico / UiS

Arqueólogos redescobriram os vestígios do relicário de São Swithun em uma cripta sob a Catedral de Stavanger, na Noruega. Ele foi um bispo anglo-saxão de Winchester, na Inglaterra, nomeado por Æthelwulf, rei de Wessex.

Sua relevância na igreja é amplamente atribuída aos milagres que se acredita ter realizado após sua morte, com o mais famoso sendo a restauração de uma cesta de ovos que trabalhadores haviam quebrado deliberadamente. A morte de São Swithun é registrada no manuscrito de Canterbury da Crônica Anglo-Saxônica no ano de 861.

Nos séculos seguintes, seus restos mortais foram divididos entre diversos santuários. Mais de quarenta igrejas dedicadas a São Swithun estão espalhadas pelo sul da Inglaterra e oeste da Noruega, incluindo a Catedral de Stavanger.

De acordo com registros históricos, o Bispo Reinaldl, o primeiro bispo de Stavanger, fundou a catedral por volta do ano 1100. Ele teria trazido da Inglaterra o osso do braço de São Swithun, que foi colocado no altar-mor em um caixão dourado decorado após a consagração da catedral.

O relicário foi encontrado na Inglaterra, em uma cripta sob a Catedral de Stavanger - Reprodução / Museu Arqueológico / UiS

Durante a Reforma, muitos artefatos considerados supersticiosos pela Igreja Católica foram removidos e destruídos. Acredita-se que o relicário de São Swithun tenha sido levado para a Dinamarca e derretido. Em 2023, uma estatueta de marfim de Melchior, um dos três reis magos, com 700 anos de idade, foi encontrada nas criptas abaixo da catedral, segundo o Heritage Daily.

A escavação

Esta descoberta impulsionou uma escavação liderada por arqueólogos do Museu de Arqueologia da Universidade de Stavanger. A escavação revelou uma placa de cobre dourada de 5 por 10 centímetros, um medalhão de prata dourada com motivos animais e várias pedras decorativas de vidro.

Ficamos muito surpresos quando realizamos um exame radiográfico da placa de cobre. A imagem revela claramente uma igreja com torre e telhado, colunas e janelas”, afirma a conservadora Bettina Ebert em um comunicado oficial.

Os pesquisadores acreditam que esta descoberta representa os restos do relicário de São Swithun. A escavação também encontrou fragmentos dourados de objetos litúrgicos, peças dos vitrais da catedral, o selo papal de Bonifácio 8 (1294-1303), centenas de moedas e bracteatas, e uma faixa de ouro tecida das vestes ornamentais de um oficial da igreja.