Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Michael Schumacher

Relógios de Schumacher são leiloados por mais de R$ 21 milhões

Oito relógios da coleção pessoal de Michael Schumacher foram leiloados nesta terça-feira, 14, em Genebra, na Suíça

por Giovanna Gomes

ggomes@caras.com.br

Publicado em 15/05/2024, às 10h16

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Michael Schumacher - Getty Images
Michael Schumacher - Getty Images

Oito relógios anteriormente pertencentes ao lendário piloto alemão de Fórmula 1, Michael Schumacher, foram leiloados nesta terça-feira, 14, em Genebra, na Suíça, por um total de US$ 4,25 milhões (equivalente a R$ 21,8 milhões).

Schumacher, sete vezes campeão mundial, era conhecido por sua paixão por colecionar relógios até sofrer um acidente de esqui em dezembro de 2013, após o qual ele nunca mais foi visto em público. Durante os últimos dez anos, não foram divulgadas imagens dele.

De acordo com o portal O Globo, dois dos relógios leiloados pela casa Christie's eram presentes personalizados que Schumacher recebeu do então diretor da Ferrari, Jean Todt, para celebrar suas conquistas com a equipe italiana. Um dos destaques foi o modelo Vagabondage da marca F.P. Journe, com uma esfera em homenagem aos sete campeonatos de Fórmula 1 de Schumacher, vendido por US$ 1.646.700 (cerca de R$ 8,5 milhões).

Série completa

Além disso, a família Schumacher colocou em leilão uma rara série completa de cinco relógios da coleção Rutenhium da F.P. Journe, que incluía a caixa com o nome do piloto gravado.

A fonte destaca que, apesar das peças terem sido leiloadas separadamente, elas foram adquiridas por um mesmo comprador pelo preço total de US$ 1,8 milhão (aproximadamente R$ 9,2 milhões).

Remi Guillemin, especialista em relógios da Christie's, expressou gratidão aos consignadores e à família Schumacher por confiarem os pertences do piloto à casa de leilões.

Nosso sincero agradecimento a nossos consignadores e à família Schumacher que nos confiou os excepcionais pertences de Michael Schumacher. Vimos uma forte participação global, com uma ênfase na América", disse Guillemin, segundo o O Globo.