Notícias » Mundo

Renúncia de bispo que ofendia homossexuais é aceita pelo Papa

Segundo a Conferência Episcopal Espanhola, a decisão do bispo de deixar o cargo se deu por razões 'estritamente pessoais'

Ingredi Brunato, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 23/08/2021, às 22h00

Fotografia de Xavier Novell Gomà
Fotografia de Xavier Novell Gomà - Conferencia Episcopal Española/ Creative Commons/ Wikimedia Commons

Aos 52 anos, Xavier NovellGomà renunciou ao seu cargo de bispo de Solsona, uma cidade na Espanha. Nesta segunda-feira, 23, o Papa Francisco aprovou a saída do religioso, que era conhecido por dizer frases que atacavam a homossexualidade

Segundo repercutido pelo Terra, uma dessas declarações foi que "a homossexualidade pode ser relacionada a uma figura paterna ausente e distante", por exemplo. Xavier teria pedido desculpas posteriormente aos “pais de homossexuais que se sentiram mal por conta das declarações", mas afirmou que queria “apresentar sem medo a visão cristã”. 

De acordo com a nota publicada pela Conferência Episcopal Espanhola, Novell teria tomado a decisão de abandonar o cargo após “um período de reflexão, de discernimento e de oração”. Suas razões seriam “estritamente pessoais”, segundo o comunicado. 

O Papa Francisco também determinou que a posição de bispo de Solsona passará a ser administrada por Romà Casanova Casanova, o bispo de Vic, outra região na Espanha.