Notícias » Curiosidades

Réplica da orelha decepada de Van Gogh é recriada com seu próprio DNA

Feita através de uma impressora 3D, o projeto contou com a participação de descendentes do artista. Confira a imagem!

Daniela Bazi Publicado em 02/01/2020, às 14h12

Autorretrato da orelha decepada de Van Gogh
Autorretrato da orelha decepada de Van Gogh - Wikimedia Commons

A história sobre a orelha cortada do pintor pós-impressionista holandês Vincent Van Gogh é conhecida no mundo inteiro. Recentemente, cientistas criaram uma réplica do membro do artista através de uma impressora 3D, nos Estados Unidos, utilizando seu próprio DNA. 

Criado no Hospital Brigham and Women's de Boston, em Boston, pelo artista alemão Diemut Strebe, que trabalha no Centro de Arte, Ciência e Tecnologia do MIT, e com a ajuda de cientistas de universidades como MIT, Harvard e a Universidade de Boston, a réplica é chamada de Sugarbabe, e teve o DNA coletado através de um descendente e de um selo que o artista havia lambido.

Van Gogh teria cortado parcialmente sua própria orelha em sua casa, pouco antes do natal de 1888, na França. A recente criação está em exibição no Ronald Feldman Fine Arts de Nova York, guardada em uma caixa transparente e suspenso em uma solução especial onde, segundo a BBC, poderia permanecer vivo por anos. 

Autorretrato de Van Gogh com sua orelha decepada / Créditos: Getty Images

 

Diemut Strebe explica que "o projeto se concentra em uma forma particular de replicação humana usando a substituição e modificação do DNA natural por material genético sintetizado em uma linhagem de células vivas".

A réplica tem a capacidade de receber ondas sonoras através de um microfone, conectado a um programa de computador que gera uma simulação de impulsos nervosos. Em sua exibição, os visitantes também podem falar no ouvido através da mesma tecnologia. 

Este ano irá completar 132 anos que Van Gogh decepou sua orelha / Créditos: Getty Images

 

Entretanto, apesar das curiosas funções da recente criação, a Revista Smithsonian relata que nem o Museu Van Gogh, localizado na cidade de Amsterdã, na Holanda, e nem os parentes do artista tem interesse em possuir o ouvido futuramente.