Notícias » Brasil

Restos de Bombardeiro americano da 2ª Guerra são encontrados no Maranhão

Aeronave caiu no litoral norte do estado em 1943, há 78 anos. Confira imagens!

Fabio Previdelli Publicado em 05/07/2021, às 11h00

Restos do bombardeiro encontrado no Maranhão
Restos do bombardeiro encontrado no Maranhão - Divulgação/Almir Praseres/Governo do Maranhão

Durante uma oficina organizada pela Secretaria de Estado do Trabalho e da Economia Solidária do Maranhão (Setres), que foi realizada na semana passada, os restos de um Bombardeiro americano, usado durante a Segunda Guerra, foram encontrados na Baía do Tubarão, que fica a cerca de 150 quilômetros de São Luís, no norte do estado. 

Segundo explica matéria do G1, a aeronave caiu no litoral maranhense em 1943, há 78 anos — ela fazia uma rota entre a África e o Brasil no momento do acidente, que vitimou todos os seis militares norte-americanos que estavam a bordo. 

Trem de pouso da aeronave/ Crédito: Divulgação/Almir Praseres/Governo do Maranhão

 

Com o achado, Wellington Matos, escritor que faz parte da equipe técnica da secretaria, entrou em contato com o Departamento de Forças Armadas dos Estados Unidos, que confirmou que o Bombardeiro B-25 fazia parte da frota do país. 

O modelo foi um dos clássicos usados pelos americanos durante o conflito, devido ao seu bom armamento defensivo. Dessa maneira, a aeronave foi usada em diversas missões pela África, Itália e o Mediterrâneo. Além disso, segundo o G1, ela também foi fornecida pelos EUA para países aliados, como a China, França e o próprio Brasil.  

O Bombardeiro B-25/ Crédito:National Museum of the U.S. Air Force/Wikimedia Commons

 

“A queda do Bombardeiro B-25D, durante a Segunda Guerra Mundial, é um caso de um acidente que estava afundado na história. Era de conhecimento de alguns moradores, de forma superficial, mas não havia uma correlação do que se tratava, ou sua finalidade”, disse Matos.  

Restos do bombardeiro encontrado no Maranhão/ Crédito: Divulgação/Almir Praseres/Governo do Maranhão

 

Agora, com a descoberta, a Prefeitura de Humberto de Campo revelou que criará um Museu Histórico do município, que tem pouco mais de 26 mil habitantes, que servirá para enriquecer a história local.