Notícias » Arqueologia

Restos de mamute são encontrados no Ártico da Rússia por acidente

A descoberta foi feita por petroleiros e só aconteceu devido ao rápido derretimento do Círculo Polar Ártico

Pamela Malva Publicado em 25/08/2020, às 15h30

Fotografia dos restos de mamute encontrados
Fotografia dos restos de mamute encontrados - Divulgação/Gazprom Neft Yamal

Enquanto trabalhavam em um campo de petróleo ao norte da Península de Yamal, trabalhadores encontraram os restos mortais de um mamute. A descoberta acidental foi feita perto do Círculo Polar Ártico, na Rússia, e revelou o crânio e uma presa do animal.

Segundo especialistas, o achado só foi possível devido ao derretimento do permafrost, que expõe os antigos esqueletos soterrados. Da mesma forma, arqueólogos já encontraram os restos de um mamute lanoso, no distrito de Yamal-Nenets, em julho.

A rara descoberta contou com o crânio, a mandíbula, várias costelas e um fragmento do pé do animal. Dessa vez, no entanto, os restos encontrados no começo de agosto pertenciam a um mamute que tinha o tamanho de um elefante.

Para os cientistas, a descoberta indica o rápido derretimento do Círculo Polar Ártico, cujas temperaturas subiram para quase 40ºC neste verão. Nesse sentido, o desgelo do permafrost pode liberar alarmantes quantidades de gases de efeito estufa, contribuindo para o já avançado aquecimento global.