Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Crimes

Restos mortais de jovem assassinada são encontrados após 13 anos

Descoberta também revelou possível responsável pelo crime bárbaro

Fabio Previdelli Publicado em 17/05/2022, às 13h07

Cartaz sobre o desaparecimento de Brittanee Drexel - Divulgação
Cartaz sobre o desaparecimento de Brittanee Drexel - Divulgação

Em 25 de abril de 2009, a jovem Brittanee Drexel, então com 17 anos, desapareceu após uma viagem a Myrtle Beach, na Carolina do Sul. Durante 13 anos, as autoridades tentavam dar uma resposta para a família da garota sobre o que aconteceu com ela, mas as investigações chegaram num ponto em que isso parecia ser impossível. 

Entretanto, na última segunda-feira, 16, o xerife do condado de Georgetown veio a público para dar um ponto final nessa trágica história. Ele anunciou que seus restos mortais foram encontrados no condado, perto do local onde ela foi avistada pela última vez. Além do mais, um homem foi preso acusado por seu assassinato

Este é realmente o pior pesadelo de uma mãe”, disse Dawn Drexel, mãe de Brittanee, durante uma entrevista coletiva. 

“Para a família Drexel, lamentamos e oramos por você enquanto lida com as tragédias de 13 anos atrás”, declarou o xerife. “Ninguém merece passar por isso e nossos corações estão com você. Nossa única esperança é que essa descoberta permita que sua família sofra adequadamente por Brittanee”.

O suspeito

O responsável pelo crime seria Raymond Douglas Moody, morador de Georgetown. Segundo repercutido pela Monet, ele possui uma extensa ficha criminal, com acusações de assassinato, sequestro e conduta sexual criminosa em primeiro grau. 

Quando Brittanee Drexel desapareceu, ele teria a perseguido e a estrangulou até a morte. No dia seguinte ao crime, Moody enterrou seu corpo no local em que a jovem foi encontrada 13 anos depois, conforme informaram as autoridades. 

“Estou de luto pela minha linda filha Brittanee como estou há 13 anos, mas hoje é agridoce. Estamos muito mais próximos do fechamento e da paz que esperávamos desesperadamente”, lamentou Dawn, que agora terá o ‘alívio’ de poder enterrar a filha.

Hoje marca o início de um novo capítulo… A busca por Brittanee agora é uma busca pela justiça de Brittanee”, encerrou.