Notícias » Estados Unidos

Restos mortais do primeiro líder da Klu Klux Klan no Tennessee são levados para museu

Nathan Bedford Forrest fundou a organização racista no sul dos Estados Unidos, e seu túmulo estava em um parque dedicado a seu legado controverso durante o século 19

Alana Sousa Publicado em 02/06/2021, às 12h15

Membros da Klu Klux Klan queimando uma cruz
Membros da Klu Klux Klan queimando uma cruz - Getty Images

Os restos mortais de Nathan Bedford Forrest, fundador e primeiro líder da Ku Klux Klan, no Tennessee, Estados Unidos, serão desenterrados do parque que carrega seu nome, em Memphis e transferidos para um museu.

[Colocar ALT]
Nathan B. Forrest / Crédito: Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos via Wikimedia Commons

Entre 1867 e 1869, Forrest comandou a organização racista e também atuou como traficante de escravos. O americano foi general do Exército Confederado na Guerra Civil Americana, e morreu em 1877.

Na última terça-feira, 1, o esqueleto começou a ser removido do parque criado em sua homenagem, o local abrigava ainda uma grande estátua sua em cima de um cavalo.

Após o processo ser concluído, o cadáver será alocado no Museu Nacional da Confederação, em Columbia.

Desde 1904, o local abriga o túmulo do supremacista branco, mas recentemente, devido a protestos sobre a figura e legado do militar, até mesmo o nome do parque foi alterado; agora se chama Health Sciences Park (Parque de Ciências da Saúde, em tradução livre para o português).