Notícias » Reino Unido

Reveladas evidências de tsunami de 8 mil anos que pode ter dizimado povos da Idade da Pedra

Acredita-se que as onda gigantes foram o maior evento a atingir o norte da Europa desde o final da última era glacial

Fabio Previdelli Publicado em 16/07/2020, às 10h28

Imagem ilustrativa de um Tsunami
Imagem ilustrativa de um Tsunami - Pixabay

Um grupo de cientistas da Universidade de Bradford, na Inglaterra, fez um grande avanço na busca pela confirmação de que um mega tsunami histórico tenha atingido o Mar do Norte há cerca de 8 mil anos.

Acredita-se que as ondas gigantes dizimaram os povos da Idade da Pedra que viviam em uma área entre o Reino Unido e a Europa Continental, que na época era uma terra seca apelidada de Doggerland.

Anteriormente, já foram encontradas evidências do evento catastrófico em sedimentos terrestres na Escandinávia Ocidental, Ilhas Faroe, nordeste da Grã-Bretanha, Dinamarca e Groenlândia, no entanto, é a primeira vez que a confirmação do evento foi encontrada nas costas do sul do Reino Unido.

O tsunami gigante, conhecido como Storegga Slide, foi causado quando uma área do fundo do mar do tamanho da Escócia, medindo cerca de 80.000 quilômetros quadrados, se deslocou repentinamente da costa da Noruega.

Acredita-se que o evento, o maior a atingir o norte da Europa desde o final da última era glacial, tenha acontecido após um período de mudanças climáticas globais, o que pode até ter levado à inundação final de Doggerland.

Detalhes das descobertas, realizados pelo consórcio de pesquisa financiado pelo Conselho Europeu de Pesquisa Fronteiras da Europa, foram publicados na revista Geosciences.