Notícias » Arte

Roubada por soldados nazistas durante a Segunda Guerra, pintura é leiloada por R$ 17 milhões

Criada por Anthony Van Dyck entre o final do século 16 e começo do 17, a tela representa a família do pintor Cornelis de Vos

Pamela Malva Publicado em 07/07/2021, às 19h00

Fotografia do quadro criado por Anthony Van Dyck
Fotografia do quadro criado por Anthony Van Dyck - Divulgação/ Haydon Perrior/ Instagram/ @sothebys

Nesta quarta-feira, 07, a renomada casa de leilões Sotheby's colocou à venda uma curiosa obra de Anthony Van Dyck, avaliada em R$ 10,7 milhões. Ao fim da sessão, no entanto, a pintura criada entre 1599 e 1641 foi arrematada por 2,4 milhões de libras (cerca de R$ 17 milhões), de acordo com a própria instituição.

Segundo informações da própria Sotheby's, via UOL, a obra foi adquirida pela primeira vez em 1868, por Francis Cook, e, em seguida, foi comprada por Nathan Katz, entre 1939 e 1940. Por fim, durante a Segunda Guerra Mundial, a tela acabou caindo nas mãos dos soldados nazistas e, anos mais tarde, voltou para a família Katz.

Criada com óleo sobre tela, a pintura retrata os membros da família do pintor Cornelis de Vos. Ao lado do artista representado na tela, ainda é possível ver sua esposa, Suzanna Cock, e os dois filhos mais velhos do casal, Madgalena e Jan-Baptiste.

Anthony Van Dyck era um dos pintores mais famosos da Bélgica, reconhecido por representar famílias da aristocracia europeia em suas telas. Em meados do século 17, inclusive, o artista passou a servir como pintor oficial da corte de Carlos I da Inglaterra.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Sotheby's (@sothebys)