Notícias » Crimes

Roubos em Araçatuba: Ciclista tem pés amputados por explosão

Cerca de três agências bancárias foram alvos de uma quadrilha na madrugada desta segunda-feira, 30, quando o homem foi atingido

Pamela Malva Publicado em 30/08/2021, às 22h00

Imagem do ciclista sendo socorrido após o episódio
Imagem do ciclista sendo socorrido após o episódio - Divulgação/ Vídeo/ G1

Na madrugada desta segunda-feira, 30, enquanto uma sequência de roubos acontecia na cidade de Araçatuba, no interior de São Paulo, um ciclista tornou-se vítima dos explosivos distribuídos pelos criminosos, que ainda usaram reféns como escudos humanos.

Aos 25 anos, o rapaz pedalava pela rua quando aproximou-se de um dos explosivos e teve seus dois pés amputados pelo dispositivo. Segundo comunicado da Santa Casa, então, o ciclista teve de ser levado com urgência ao centro cirúrgico e acabou intubado.

Além dele, o hospital recebeu outras cinco vítimas dos assaltos, com idades entre 26 e 45 anos, todas feridas durante os assaltos. Ainda de acordo com a Santa Casa de Araçatuba, todavia, nenhum policial foi internado após os roubos.

Os explosivos

De acordo com o G1, estima-se que os assaltantes distribuíram os explosivos em 20 pontos da cidade a fim de roubar agências bancárias. E, segundo a Polícia Militar, os dispositivos provavelmente são ativados por algum tipo de sensor de movimento.

"A gente está em contato com o Gate, policiais altamente especializados para saber como funciona. Mas a informação inicial seria com sensores. A gente não sabe se é sensor de movimento, por aproximação”, explicou Alexandre Guedes, o capitão da PM.

"Agora, todo o trabalho da Polícia Militar é para preservar vidas, inativar esses explosivos, verificar se tem alguém ainda feito refém, evitar que novos sejam feitos", finalizou Guedes. Ainda mais, segundo Dilator Borges, o prefeito de Araçatuba, os suspeitos pelos roubos já foram encurralados em uma plantação de cana na região.