Notícias » Rússia

Rússia é acusada de saque a laboratório com resíduos radioativos em Chernobyl

Agência estatal ucraniana declarou que espera que as forças russas ‘machuquem a si mesmas, e não o mundo civilizado’ com as amostras radioativas

Redação Publicado em 23/03/2022, às 14h02

Residência abandonada em Chernobyl
Residência abandonada em Chernobyl - Getty Images

As forças russas comandadas pelo governo de Vladimir Putin foram acusadas de terem invadido e saqueado um laboratório em Chernobyl que contaria com material radioativo. O local seria responsável pelo monitoramento desses resíduos.

A denúncia, em meio ao 28º dia da guerra entre os dois países, foi feita por uma agência estatal da Ucrânia, que divulgou a informação também por meio de uma publicação em sua página oficial no Facebook.

"O laboratório contém amostras altamente radioativas, que agora estão nas mãos do inimigo. Esperamos que eles machuquem a si mesmos, e não o mundo civilizado", escreveu a agência na postagem.

Como reportou o UOL, o laboratório teria sido construído a partir de financiamento da União Europeia e guardaria equipamentos responsáveis pela vigilância de radiação em Chernobyl. Essas máquinas não existiriam em outro lugar da Europa.

Quando a Ucrânia foi invadida pelas tropas russas em 24 de fevereiro deste ano, não demorou muito para as forças de Putin assumirem o controle da área ao redor do local conhecido por ter sido palco do pior acidente nuclear do mundo em 1986.

Além do domínio do exército da Rússia em torno de Chernobyl, os soldados também foram responsáveis por ataques à planta de Zaporizhzia, designada como a maior usina nuclear do continente.