Notícias » Irã

Sabotagem causou incêndio em usina nuclear no Irã, diz autoridade local

O episódio, que ocorreu no mês de julho, foi alvo de desconfiança por parte de um porta-voz da Organização de Energia Atômica do Irã (AEOI)

Vanessa Centamori Publicado em 24/08/2020, às 10h22

Instalação da Usina Nuclear de Natanz após o incêndio
Instalação da Usina Nuclear de Natanz após o incêndio - Divulgação/Youtube/ indusdotnews

No último domingo, 23, Behrouz Kamalvandi, porta-voz da Organização de Energia Atômica do Irã (AEOI, da sigla em inglês), declarou que uma sabotagem causou o incêndio da Usina de Natanz, que ocorreu no mês de julho. As informações são da rede BBC. 

Entretanto, Kamalvandi não divulgou quem acredita estar por trás do incidente. Ao canal de TV estatal al-Alam, o porta-voz disse apenas que "as autoridades de segurança revelarão no devido tempo a razão por trás da explosão [de Natanz]".

Ainda assim, um artigo da agência de notícias estatal iraniana, Irna, apresentou anteriormente a possibilidade de uma sabotagem causada por adversários da nação do Oriente Médio — como Estados Unidos ou Israel. Porém, não houve nenhuma acusação direta citando os dois países. 

A usina de Natanz realizava enriquecimento de urânio, substância que, quando enriquecida, pode ser utilizada para produzir combustível de reator e materiais para armas nucleares. 

O incêndio de julho atingiu uma oficina central de montagem de centrífuga das instalações de Natanz. Em resposta, Kamalvandi afirmou no mês passado que o prédio danificado seria substituído por equipamentos mais avançados. Ele admitiu, porém, que os danos causados repercutiriam a "médio prazo".