Notícias » França

Sapato de Maria Antonieta é vendido por 282 mil reais em leilão

Calçado é feito de pele de cabra e seda com um detalhe de quatro fitas plissadas sobrepostas no peito do pé

Fabio Previdelli Publicado em 16/11/2020, às 10h30

Sapato de Maria Antonieta
Sapato de Maria Antonieta - Divulgação/ YouTube/ RT France

Segundo a casa de vendas Osenat, um sapato branco feito de pele de cabra e seda, que pertenceu a Maria Antonieta, foi leiloado no domingo, 15, em Versalhes, na França, por 43.750 euros — algo na casa dos R$ 282 mil.  

Com 22,5 centímetros de comprimento, o calçado, que está em boas condições, é feito de pele de cabra e sua ponta foi confeccionada com seda. A sola do sapato é de couro e ele possui um salto de 4,7 centímetros. Já no peito do pé, há um detalhe de quatro fitas plissadas sobrepostas. 

O calçado de Maria Antonieta teria chegado até as mãos de Marie-Emilie Leschevin, amiga de Madame Campan — primeira criada da rainha —, e teria sido, desde então, conservado por suas gerações futuras.  

Outra peça de Maria Antonieta também foi leiloada esse ano por um valor considerável. Em maio, um baú da “suíte” da rainha Consorte da França e uma enorme toalha usada durante sua coroação, em 1775, também foram arrematadas. 

Sobre Maria Antonieta

Rainha da França no último governo absoluto dos Bourbon, Antonieta tinha grande fama por sua ostentação e seu apreço pelos objetos de alto valor, opulência e o glamour. Isso gerou grande ódio popular contra a monarca, o que acelerou o processo que levou a sua decapitação em 1793.

Antonieta foi presa sob acusação de alta traição, esgotamento do tesouro nacional, conspiração e incesto. Confinada numa cela insalubre, a monarca austríaca foi julgada e condenada à morte, sendo executada no dia 16 de outubro de 1793.

Diante do povo francês, a rainha, que perdera o marido meses antes para a guilhotina, encontrou o mesmo trágico fim que o rei. Ao longo dos séculos, sua história foi lembrada em diversas produções literárias.