Notícias » Paraguai

Sargento paraguaio morre após ser atacado por cervo

O caso aconteceu na última segunda-feira, 3, enquanto o homem protegia a residência presidencial

Pamela Malva Publicado em 04/01/2022, às 21h00

Imagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa - Divulgação/ Pixabay/ hashan

Na última segunda-feira, 03, um caso inusitado chamou atenção no Paraguai. Segundo as autoridades do país, trata-se do ocorrido com o militar Víctor Isasi Flecha, que faleceu aos 42 anos, ao ser atacado por um cervo — que cravou seus chifres no peito do homem.

Tudo aconteceu enquanto o sargento de infantaria servia na segurança da residência presidencial, em Assunção. O cervo, por sua vez, teria sido doado ao local, conforme narrou Frederick Bauer, diretor de Vida Selvagem do Ministério do Meio Ambiente.

Naquele dia, câmeras de segurança da residência capturaram o momento em que Flecha se aproximou do animal. Pouco tempo depois, segundo narrou o militar Víctor Urdapilleta, em entrevista à Reuters, as imagens mostram o sargento sendo atacado.

Flecha chegou a ser levado para um hospital militar, mas faleceu em decorrência dos "ferimentos perfurantes" causados pelos chifres do cervo, conforme explicou um comunicado das Forças Armadas do Paraguai. Segundo Urdapilleta, este é um caso inédito em todas as administrações da resiência presidencial do Paraguai.