Notícias » Tecnologia

Satélites de Elon Musk podem interferir na busca por asteroides perigosos para o planeta, comprova estudo

A pesquisa foi realizada pelo astrônomo McDowell, na qual ele realizou uma simulação do projeto Starlink

Nicoli Raveli Publicado em 18/03/2020, às 10h00 - Atualizado às 16h58

Foto de um satélite orbitando a Terra
Foto de um satélite orbitando a Terra - Pixabay

Jonathan McDowell, astrônomo e também rastreador de satélites, demonstrou certas preocupações relacionadas aos planos da SpaceX, empresa espacial do empresário Elon Musk, responsável pelo programa Starlink.

O projeto visa implantar cerca de 12 mil satélites na órbita terrestre baixa durante os próximos anos. Elaborado por McDowell, um estudo foi publicado no portal científico arXiv, no qual ele realizou uma simulação com a frota dos satélites da SpaceX.

Com isso, o pesquisador observou como os aparelhos poderão interferir nas análises espaciais a partir da Terra, uma vez que refletirão a luz solar e dificultariam a observação do espaço.

Eles também poderão atrapalhar a busca por asteroides que são potencialmente perigosos, já que eles são identificados após o pôr do sol. Como resposta, Musk declarou que pretende resolver o problema em um trabalho conjunto com os astrônomos.