Notícias » Vaticano

Secretário de Estado dos EUA pede que líderes religiosos tenham “coragem” para enfrentar perseguição religiosa

"Os líderes cristãos devem defender seus irmãos e irmãs no Iraque, Coreia do Norte e Cuba", disse Pompeo

Isabela Barreiros Publicado em 30/09/2020, às 14h18

Registro do Papa Francisco
Registro do Papa Francisco - Getty Images

Nesta quarta-feira, 30, o secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, fez um discurso durante sua visita a Roma pedindo “coragem” tanto do papa Francisco quanto de outros líderes religiosos para enfrentar a perseguição religiosa. O pedido está relacionado principalmente com o acordo de nomeação de bispos do Vaticano e China.

"Peço a todos os líderes religiosos para que encontrem coragem para enfrentar a perseguição religiosa contra suas próprias comunidades, e contra outras religiões”, pediu Pompeo. "Os líderes cristãos devem defender seus irmãos e irmãs no Iraque, Coreia do Norte e Cuba", afirmou.

O secretário também declarou: "Que a Igreja e aqueles que sabem que, no fim, todos prestaremos contas diante de Deus possam ser tão corajosos em nossa época". Segundo o chefe da diplomacia estadunidense, "em nenhuma outra parte como na China a liberdade de culto é tão atacada".

O país em questão é acusado por Pompeo de perseguição religiosa principalmente contra as minorias católicas e muçulmana uigur. O acordo entre a Santa Sé e Pequim tem como objetivo a unificação da igreja cristã no país asiático e é alvo de críticas desde que foi assinado em 2018.