Notícias » Brasil

Sede da Associação Paulista de Imprensa é invadida e roubada

Presidente da API diz que se trata de um caso de “violência à imprensa”

Ingredi Brunato Publicado em 09/11/2020, às 13h43

Imagem mostrando local após invasão
Imagem mostrando local após invasão - Divulgação/TV Globo

Na madrugada de ontem, 8, o prédio no centro de São Paulo onde fica localizada a sede da Associação Paulista de Imprensa (API) e do Diário Popular IPTV foi arrombado e roubado por criminosos de identidade ainda desconhecida. 

A emissora de TV Globo cobriu o caso, mostrando imagens da destruição deixada no local, que teve o conteúdo armazenado em gavetas e armários revirados, quadros arrancados das paredes e objetos frágeis atirados no chão, onde ficaram em pedaços. 

"É uma ofensa, uma violência à imprensa porque eles entraram, pegaram todas as nossas fichas dos nossos associados, inclusive pisaram, rasgaram", afirmou Sérgio Redó, presidente da API, em entrevista à rede de tevê. Segundo ele, o furto teria sido planejado como um ataque à associação. 

Os invasores abandonaram no prédio um pé de cabra, uma chave de fenda e uma furadeira, ferramentas que teriam sido utilizadas no arrombamento de diversas salas do prédio, e foram apreendidas pela polícia. Até o momento, o prejuízo causado pela ação criminosa foi estimado em R$ 300 mil.