Notícias » Família Real Britânica

Segundo analista da realeza, rainha Elizabeth II deve deixar suas funções de maneira gradual

A decisão acontece após a morte do marido da monarca, príncipe Philip. Entenda.

Penélope Coelho Publicado em 28/04/2021, às 10h57

Fotografia da Rainha Elizabeth II
Fotografia da Rainha Elizabeth II - Wikimedia Commons

De acordo com o jornal New York Times, um analista da família real chamado Peter Hunt, trouxe à tona informações sobre o futuro das funções da rainha Elizabeth II. As informações foram publicadas na última terça-feira, 27, pelo portal TV e Famosos, no UOL.

A reportagem repercute que a monarca deve deixar pouco a pouco suas funções reais, diminuindo gradualmente sua participação em compromissos. Sendo assim, Lilibet não deve retomar a agenda agitada de eventos da qual estava acostumada antes da pandemia do novo coronavírus.

Segundo revelado na publicação, a decisão se deu após a morte do príncipe Philip, que morreu aos 99 anos, no último dia 9 de abril. O falecimento do duque de Edimburgo gerou a necessidade de uma transição na família real, de acordo com Hunt, as iniciativas já começaram.

Atualmente, aos 95 anos de idade, a rainha está bem de saúde, mas, encontra algumas dificuldades de locomoção principalmente pela rigidez nos joelhos, como revelou Peter.

"Fundamentalmente, a rainha irá se afastar [...] A Covid-19 ajudou no sentido de que acelerou o que qualquer mulher sensata de 95 anos gostaria de fazer, que não é ficar em pé o dia todo", afirmou o analista, em entrevista ao New York Times.

Com isso, as responsabilidades do filho mais velho de Elizabeth IIdevem aumentar. Charles, de 72 anos, é o primeiro na linha de sucessão ao trono britânico, seguido de seu filho William.

Sabe-se que a monarquia britânica tem recorrente participação em solenidades oficiais, antes da pandemia eram mais de 2 mil eventos ao longo do ano.


Sobre Elizabeth II

A Rainha Elizabeth IIé uma das figuras mais icônicas da atualidade — e da História. Com quase uma centena de anos, aos 94 anos, ela é a monarca que está ocupando a mais tempo o trono do Reino Unido e de mais 15 estados independentes.

Quando a Segunda Guerra Mundial se iniciou, Elizabeth tinha apenas 13 anos de idade. Já nos estágios finais do conflito, a futura rainha, na época com 19 anos, decidiu atuar no serviço militar britânico, como motorista e mecânica.

14 primeiros-ministros já acompanharam a monarca no poder da Grã-Bretanha ao longo de sua extensa vida. Com quase um século de vida, Lilibeth já presenciou diversos momentos históricos marcantes como a Segunda Guerra Mundial e a Corrida Espacial.