Notícias » Estados Unidos

Sem pele de animais: Billie Eilish fez curiosa exigência para ir ao Met Gala

Mesmo antes de comparecer ao evento exclusivo, a cantora de 19 anos fez um pedido inusitado para a grife Oscar de la Renta

Pamela Malva Publicado em 14/09/2021, às 20h00

Fotografia de Billie Eilish no tapete vermelho do Met Gala
Fotografia de Billie Eilish no tapete vermelho do Met Gala - Getty Images

Considerado um dos eventos mais exclusivos do entretenimento, o Met Gala também é uma grande oportunidade para artistas que têm algo a dizer. Foi isso que a cantora Billie Eilish fez ao desfilar no tapete vermelho com um vestido da marca Oscar de la Renta.

Acontece que, antes mesmo de aceitar a peça de grife, a artista de 19 anos definiu uma condição. Billie apenas usaria a criação da luxuosa marca caso a empresa deixasse de desenvolver e comercializar produtos com pele de animal em sua composição.

Em entrevista ao The New York Times, a cantora, que é vegana e defensora dos direitos dos animais, afirmou que considera “chocante que usar pele não seja completamente proibido a esta altura em 2021”. Por isso, ela diz estar “honrada por ter sido uma catalisadora e ter sido ouvida sobre este assunto”.

Logo depois do evento, quando os figurinos utilizados pelos convidados do Met Gala fizeram as manchetes em todo o mundo, Billie usou suas redes sociais para reforçar sua atitude. Para ela, a mudança realizada pela empresa terá “um impacto bem maior, não apenas para os animais, mas também para nosso planeta e meio ambiente”.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por BILLIE EILISH (@billieeilish)

 

Ainda mais, Billie fez um apelo aos seus 91 milhões de seguidores. Ao fim da mensagem publicada junto de imagens do evento, a jovem pediu que mais designers tomassem a mesma iniciativa, retirando as peles de animais de seus processos de criação.

Antes da exigência da jovem cantora, os diretores criativos da grife, Fernando Garcia e Laura Kim, já defendiam o fim das peças em pele, afirmando que o material já não é mais tão relevante como antes. Alex Bolen, o presidente-executivo da marca, contudo, só concordou com o ponto de vista depois que Billie Eilish entrou na equação.

“Eu pensei muito sobre o que Oscar [o criador da grife] disse — ele era um grande fã de peles, aliás — que a única coisa com que ele realmente se preocupava no mundo da moda era seu olho envelhecer”, explicou Bolen, em entrevista ao New York Times.