Notícias » Estados Unidos

Sem Trump, ex-presidentes dos EUA se reúnem em campanha a favor da vacinação

George W. Bush, Bill Clinton, Barack Obama e Jimmy Carter apareceram ao lado das esposas para incentivar a população a se imunizar contra o coronavírus

Alana Sousa Publicado em 11/03/2021, às 13h00

Imagem do evento que reuniu três ex-presidentes dos EUA
Imagem do evento que reuniu três ex-presidentes dos EUA - Divulgação/Youtube

Nos Estados Unidos, um novo anúncio para incentivar a população a tomar a vacina contra o coronavírus reuniu quatro ex-presidentes do país em uma propaganda histórica. São eles: George W. Bush, Bill Clinton, Barack Obama e Jimmy Carter; sem surpresa, Donald Trump não integra o grupo.

Além dos políticos, as ex-primeiras damas também aparecem na campanha. A medida é uma forma de mostrar para os americanos a importância da imunização, os EUA é o país mais atingido pela pandemia da Covid-19, com mais de 500 mil mortos.

O grupo, conhecido como President's Club (em português, Clube dos Presidentes) relembra coisas que sentem falta e não podem fazer devido ao coronavírus. Para Bush, a saudade é dos estádios lotados; já para Obama, o desejo é ver a sogra: “abraçá-la e vê-la em seu aniversário”.

Ainda que Trump e Melania tenham recebido a vacina em janeiro de 2021, não há informações se eles não quiseram participar da campanha, ou mesmo se nem foram convidados. O ritmo de imunização em massa segue acelerado sob o governo de Joe Biden.

Sobre o Joe Biden 

No dia 7 de novembro, a projeção da agência Associated Press confirmou que o candidato democrata Joe Biden conseguiu atingir 274 delegados — 4 a mais do que o necessário —, sendo eleito o 46º presidente dos Estados Unidos. O presidenciável disputava a vaga contra o republicano Donald Trump, que buscava a reeleição. 

O anúncio da vitória ocorreu após o término da apuração no estado da Pensilvânia. Biden também venceu na contagem de votos totais, com mais de 4 milhões de votos. Veículos como a CNN, The New York Times e NBC também apontaram a vitória do democrata.

Joe Biden não apenas será responsável por tirar o título do ex-apresentador de ‘O Aprendiz’, como também baterá um recorde do antecessor: Será o mais velho a assumir o cargo de presidente dos Estados Unidos. Trump já havia declarado vitória no dia 4 de novembro, antes mesmo do encerramento da apuração.

Formado em história, ciência política e direito, Biden atuou por algum tempo como advogado antes ir para a área da política. Ele foi um senador bem-sucedido, certa vez tendo até seis mandatos consecutivos. 

As duas últimas vezes que tentou concorrer a presidência, não teve sucesso. Foi nessa segunda tentativa, inclusive, que ele se aproximou de Barack Obama, e os dois políticos acabaram formando a chapa que venceu as eleições de 2008 nos Estados Unidos. Biden foi o vice de Obama durante seus dois mandatos.