Notícias » Política

Senador José Serra se licencia do cargo após descobrir doença de Parkinson

O ex-governador de São Paulo passa a função para José Anibal para tratar a doença em estágio inicial

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 11/08/2021, às 10h21

José Serra no Senado Federal
José Serra no Senado Federal - Moreira Mariz/Agência Senado

O senador José Serra (PSDB-SP) anunciou na última terça-feira, 10, que irá se licenciar do cargo político após a descoberta da doença de Parkinson, ainda em estágio inicial, após passar por uma bateria de exames durante a última semana, como informa o portal da emissora CNN Brasil.

Os problemas de saúde do ex-governador de São Paulo chamam atenção desde o início do ano; em junho deste ano, Serratestou positivo para covid-19, mas não apresentou sintomas, atribuindo a melhora ao fato de já ter tomado as duas doses da vacina contra o novo coronavírus. Contudo, foi submetido a um cateterismo e a instalação de um stent em uma artéria no mês seguinte.

Quem assumirá o cargo é José Anibal (PSDB-SP), suplente do senador, durante os próximos quatro meses — período previsto pelo titular em comunicado, enaltecendo que está em bom estado de saúde, mas prefere tratar precocemente a doença.

Confira o comunicado completo de José Serra

"Após avaliações neurológicas, finalizadas na última semana, Serra foi diagnosticado com doença de Parkinson em estágio inicial, o que requer um período de adaptação à medicação, que também vai tratar do seu distúrbio do sono.

 O parlamentar encontra-se em bom estado de saúde, mas optou pelo afastamento para que seu suplente, José Aníbal, possa assumir, sem deixar a cadeira de senador por São Paulo em vacância durante o período do tratamento experimental. A decisão também evitará eventuais paralisações no andamento dos projetos em favor do país.

O senador, que já aprovou 26 projetos na Casa - dos quais, onze já viraram lei -, e tem mais 47 proposições aguardando votação no Senado e 16 na Câmara, está seguro de que, ao final desse período, retomará suas atividades com toda a disposição e proatividade que vêm pautando sua atuação no Senado desde 2015."