Notícias » Publieditorial

SERÁ QUE A LEGALIZAÇÃO DE CASSINOS E RESORTS NO BRASIL IRÁ CHEGAR EM 2022 ?

Ainda sem legalização de cassinos em resorts, Brasil deixa de faturar milhões anualmente, valores que poderiam ser investidos no Governo Federal

Redação Publicado em 01/08/2021, às 09h00

Cassinos
Cassinos - Uploads
Quem nunca se imaginou em Las Vegas, cidade emblemática por todo o seu luxo, com diversas opções de cassinos para se divertir. Mas e se fossem liberados os cassinos no Brasil, facilitando o acesso para a população que gosta de uma jogatina, mas que não quer deixar o país, além de atrair turistas para as cidades.
 
Esses são apenas alguns dos diversos questionamentos que surgem quando falamos sobre a legalização de cassinos e resorts no Brasil. Enquanto isso não ocorre, a saída para os brasileiros que não podem viajar até outro país é utilizar o jogo de forma online, em plataformas como a LeoVegas, que oferece a opção do entretenimento com a possibilidade de obter bons lucros, tudo dentro da lei.
 
Porém, não é de hoje que o assunto da legalização é debatido entre os brasileiros. A cada dia que passa, existe a expectativa de que ela esteja mais próxima, despertando a ansiedade nos amantes das apostas. E claro, surge o questionamento se a mesma pode ser concluída em um futuro próximo.
 
A história dos cassinos no Brasil 
 
Em meados de 1917 os cassinos chegaram ao Brasil e já atraíram logo de cara um bom público, pessoas que buscavam entretenimento, diversão e, claro, ganhos. Alguns anos depois, em 1934, o mesmo ainda foi totalmente legalizado pelo então presidente Getúlio Vargas.
 
Dessa forma, hotéis e resorts passaram a incluir cassinos em suas acomodações, e o país chegou a ter 71 cassinos espalhados em diversas regiões, empregando cerca de 60 mil pessoas diretamente ou indiretamente no Brasil.
 
Porém, em 1946, o presidente Eurico Gaspar Dutra assinou o Decreto-Lei n° 9.215 passou a proibir os considerados "jogos de azar" no país, consequentemente, os cassinos passaram a serem proibidos em território nacional, gerando desemprego para diversas pessoas que trabalhavam nos locais, além de ter grande queda no turismo do Brasil, reduzindo a sua economia.
 
O último evento oficial no Brasil foi realizado no Hotel Copacabana Palace, no Rio de Janeiro, em 30 de abril de 1946. No local, foi disputada uma partida de roleta, um dos jogos de cassinos mais tradicionais.
 
 
Desde então, os jogos estão proibidos no país, e para que se possa divertir usufruindo do mesmo, os jogadores precisam usar casas de apostas legalizadas online, com regulamentações em outros países.
 
A legalização pode sair em 2022?
 
Primeiro, vale ressaltar que as apostas em cassinos podem ser realizadas de forma legal estando no Brasil, porém, apenas online, em empresas de estrangeiras, com regulamentações em outros países, como nas casas de apostas. E isso ocorre justamente pelos cassinos não serem legalizados na nação verde e amarela.
 
Para 2022, o que temos de mais concreto é a apresentação de um projeto de lei pelo senador Irajá, de número 4.495, que foi apresentado em 2020, mas que ainda não teve uma definição de fato.
Dispõe sobre a expansão do turismo no País através da implantação de resorts integrados em todo o território nacional. Disciplina a implantação de complexos de turismo com operação de cassinos, mediante concessão com a União”, diz o projeto de lei, que tenta a liberação de 10% da área dos resorts para cassinos.
 
Ainda é uma porcentagem pequena, porém, pode ser um começo, mas o mesmo ainda não teve a aprovação do senado. Portanto, existe a expectativa que o projeto de lei seja sim aprovado em 2022, sendo uma porta de entrada para começar a crescer no país.
 
Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo, é mais uma pessoa importante que defende a liberação de cassinos em resorts no Brasil, o que deixa as expectativas maiores.
 
Uma questão importante para ressaltar é que com a legalização, empresas de outros locais poderiam despertar o interesse em investir no Brasil, gerando empregos e proporcionando mais opções de entretenimento para todos, qualificando as opções de divertimento no país e favorecendo para o crescimento do mesmo.
 
Além disso, tem toda a questão governamental. Com a legalização, as empresas pagariam taxas e impostos para o Governo Federal, valor que seria investido em um sistema parecido com as loterias no país, revertendo para fundos sociais, na área da saúde, educação, segurança, cultura e esporte.
 
Portanto, a legalização dos cassinos em resorts poderia facilmente ao Brasil, atraindo não somente a população do país, mas turistas do mundo todo, gerando lucros para o Governo Federal, municípios e estados.