Notícias » Coronavírus

'Serão vítimas da própria miopia': Papa Francisco critica 'aqueles que acumulam vacinas' contra Covid-19

A declaração foi feita em carta para o juiz Roberto Gallardo, que também questionou a distribuição dos medicamentos no mundo

Pamela Malva Publicado em 12/03/2021, às 15h00

Fotografia do Papa Francisco durante evento
Fotografia do Papa Francisco durante evento - Wikimedia Commons

Na última quinta-feira, 11, o jornal La Nacion divulgou uma recente carta escrita pelo Papa Francisco para o juiz argentino Roberto Andrés Gallardo. No documento, o pontífice pediu que as vacinas contra o Coronavírus sejam distribuídas por todo mundo e ainda condenou todos aqueles que monopolizam o medicamento, segundo o UOL.

"Aqueles que acumulam vacinas, aqueles que colocam a ênfase na propriedade intelectual, aqueles que bloqueiam o fornecimento de medicamentos, estão errados”, lamentou o papa, na carta. “Eles acabarão sendo vítimas de sua própria miopia.”

De acordo com a agência de notícias Ansa, a carta foi escrita em resposta a outro texto escrito por Gallardo. Em sua mensagem para o Papa, o juiz argentino informou que notificou as Organizações Mundial da Saúde (OMS) e do Comércio (OMC) sobre a necessidade de revisão na produção, comercialização e distribuição das vacinas.

Em seu próprio texto, então, o pontífice disse que compartilha da opinião de Gallardo e também lembrou que "mesmo os países que têm mais e melhor vacinados precisam da vacinação em outros países para manter suas fronteiras abertas e recuperar a normalidade nas relações internacionais".

"Esperamos que a comunicação do Comitê à OMS e à OMC contribua para mitigar essas circunstâncias", finalizou o pontífice. Para Francisco, a vacinação deve ser um esforço mundial e, por isso, ele critica "interesses" que possam comprometer a imunização.