Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Serial killer

Serial killer que matava mulheres morre após ataque em prisão no Canadá

Assassino em série que dilacerava corpos em fazenda morreu aos 74 anos, após ser agredido por outro preso em uma penitenciária no Quebec

por Giovanna Gomes

ggomes@caras.com.br

Publicado em 01/06/2024, às 10h49

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Robert Pickton - Divulgação/Youtube/Freak TV
Robert Pickton - Divulgação/Youtube/Freak TV

Morreu o serial killer canadense Robert Pickton nesta sexta-feira, aos 74 anos, após ser agredido por outro preso em uma penitenciária de segurança, conforme informaram autoridades prisionais.

Condenado em 2007 por matar viciados em drogas e mulheres, ele ficou conhecido por dilacerar seus restos mortais em sua fazenda de porcos, na província de Columbia Britânica, perto do Oceano Pacífico.

Parte dos restos mortais de suas vítimas foi encontrada em sua propriedade perto de Vancouver. Segundo informações da agência Reuters, promotores públicos retiraram acusações para mais 20 homicídios após ele ter sido condenado à prisão perpétua.

De acordo com o serviço penitenciário do Canadá, Pickton morreu depois de ser atacado, no dia 19 de maio, na prisão onde cumpria pena, no Quebec. Após a agressão, o serial killer chegou a ser levado para um hospital.

Temos ciência de que o caso deste criminoso tem um impacto devastador nas comunidades de Columbia Britânica e em todo o país", apontou o serviço em comunicado.

DNA

Os restos de DNA de 33 mulheres foram encontrados na fazenda de porcos de Pickton, localizada em Port Coquitlam, cerca de 25 quilômetros a leste do centro de Vancouver. As vítimas, em grande parte de origem indígena, estão entre as 60 mulheres que desapareceram no bairro de Downtown Eastside ao longo de mais de uma década, até a prisão de Pickton, em 2002.