Notícias » Entretenimento

Série de pós-horror ‘Desalma’ estreia nesta quinta-feira no Globoplay

O drama sobrenatural foi gravado no sul do Brasil e apresenta as tradições ucranianas que persistem no país

Isabela Barreiros Publicado em 22/10/2020, às 11h03

Cena da série Desalma, do Globoplay
Cena da série Desalma, do Globoplay - Divulgação/Netflix

Nesta quinta-feira, 22, estreia a série ‘Desalma’, escrita pela roteirista Ana Paula Maia, na plataforma de streaming Globoplay. Contando com nomes como Cassia Kis, Claudia Abreu e Maria Ribeiro no elenco, a produção possui um gênero que geralmente não é tratado no cinema nacional: o terror.

Em coletivas de imprensa sobre o projeto, os produtores definiram o formato da série como “drama sobrenatural” e, ainda, “pós-horror”, evidenciando um caminho novo para o audiovisual do país. A produção conta com uma narrativa de mistérios e tradições locais, uma verdadeira história de bruxas ambientada no Brasil.

“Quando você começa a buscar e pesquisar na história, você vê que a Ucrânia era o berço da bruxaria e do paganismo. Essa bruxa que a gente conhece hoje - a bruxa da floresta - vem de lá. É um lugar que para mim é fascinante, e temos um pedaço desse lugar no Brasil”, disse Maia. 

Maria Ribeiro faz parte do elenco da série / Crédito: Divulgação/Netflix

 

O cenário para a narrativa, portanto, não foi ao acaso. A equipe passou mais de um mês na serra gaúcha para gravar toda a série, levando o público para um cenário repleto de rituais que ilustram a tradição ucraniana que ainda persiste no país, que é o lugar com mais ucranianos fora da Ucrânia.

“[...] Depois que a história ficcional foi criada, a gente chegou à conclusão de que em cidades como Antônio Prado encontrávamos uma forma de construção que tinha muito a ver com construções ucranianas”, explicou Carlos Manga Jr., diretor artístico. “No Rio Grande do Sul, tínhamos cidades muito peculiares e também o bosque, que na história tem elementos como cachoeiras, lagos, floresta”, disse.

Muitas das cenas que mais intrigam os espectadores foram gravadas no Tedesco Eco Park, que fica em São Francisco de Paula, no Rio Grande do Sul. Além dele, a série também se passa na cidade de Antônio Prado, onde os personagens vivem e se passa a maior parte dos acontecimentos da produção. 

Se não bastasse, a produção ainda conta com a participação de Alexander Wurz, o sonoplasta alemão que também foi responsável por séries famosas como Dark, que está no serviço de streaming da Netflix