Notícias » Esportes

Simone Biles relembra decisão nos Jogos Olímpicos: ‘Deveria ter desistido muito antes de Tóquio’

Em julho, a norte-americana desistiu das finais na ginástica para priorizar sua saúde mental

Penélope Coelho Publicado em 28/09/2021, às 10h04

Simone Biles, nos Jogos Olímpicos de Tóquio
Simone Biles, nos Jogos Olímpicos de Tóquio - Getty Images

Em recente entrevista ao site The Cut, a ginasta norte-americana Simone Biles, de 24 anos, falou sobre sua decisão de desistir das competições finais nos Jogos Olímpicos de Tóquio, realizados neste ano. 

Na conversa, Simone revelou que não deveria nem ter entrado para o time da ginástica dos EUA nas Olimpíadas, visto que sua saúde mental estava prejudicada.

A ginasta mais condecorada da história de seu país relembrou os abusos que sofreu de Larry Nassar.

O homem — que foi médico do time de ginástica — fora condenado por abusar física e sexualmente de Biles e de outras ginastas dos EUA. Na entrevista, Simone reconheceu que o trauma pode ter sido uma das motivações para que ela não conseguisse competir na final dos jogos.

"Eu deveria ter desistido muito antes de Tóquio, quando Larry Nassar estava na mídia. Eu não quis que ele tirasse tudo de mim, tudo pelo que trabalhei desde os seis anos. Então me forcei a estar nessa situação, mas meu corpo e minha mente não me deixaram ir até o fim", revelou Simone.

Na ocasião, a ginasta afirmou que não se arrepende da decisão de priorizar sua saúde mental: “Como uma mulher negra, você sempre tem que ser impecável. Mas ao final do dia, de que isso importa? Se você cuidar primeiro de seu bem-estar mental, o resto vai se encaixar".