Notícias » Singapura

Singapura regulamenta venda carne de frango cultivada em laboratório

Com a decisão, o país se torna o primeiro a aprovar a chamada ‘carne limpa’, que não vem do abate de animais

Penélope Coelho Publicado em 02/12/2020, às 11h51

Nugget de frango criado em laboratório
Nugget de frango criado em laboratório - Divulgação/Eat Just

De acordo com informações publicadas nesta quarta-feira, 2, pela BBC, Singapura deu sinal verde para a startup norte-americana Eat Just iniciar a venda da chamada ‘carne limpa’, após revisar dados do processo e da fabricação.

Assim, a empresa poderá vender sua carne de frango criada em laboratório. Com isso, Singapura torna-se o primeiro país a regulamentar a carne que não vem de animais em situação de abate.

Segundo revelado na reportagem, inicialmente, a carne deve ser vendida como nuggets, mas, ainda não se sabe quando o produto estará disponível no mercado.

Anteriormente, a Eat Just havia informado que o preço dos nuggets de frango seria de US $ 50 dólares cada, mas, o valor ainda não foi confirmado.

Sabe-se que nos últimos anos, a preocupação com novas alternativas para a carne aumentou por parte dos consumidores, não só pela saúde, mas, também pela preocupação com os animais e meio ambiente.

O produto oferecido pela startup se difere no mercado, já que não tem base em legumes ou plantas e é cultivado em laboratório a partir de células moleculares dos animais.

“A primeira permissão regulamentar do mundo de carne real de alta qualidade criada diretamente de células animais para consumo humano seguro abre caminho para um próximo lançamento comercial em pequena escala em Singapura”, informou a empresa Eat Just, em comunicado.

Acredita-se que agora, existe uma possibilidade maior do mercado de ‘carne limpa’ crescer, já que a decisão da regulamentação pode atrair concorrentes.