Notícias » Rússia

Sírios estariam sendo recrutados pelo governo russo para guerra na Ucrânia

Jornal informou que a Rússia está convocando ‘sírios habilidosos em combate urbano’ para lutar do seu lado no conflito

Redação Publicado em 07/03/2022, às 07h29

Veículo armado circulando na Ucrânia
Veículo armado circulando na Ucrânia - Getty Images

"Sírios habilidosos em combate urbano" estão sendo recrutados pelo governo da Rússia para lutar ao lado das forças do país na guerra da Ucrânia, revelou o jornal The Wall Street Journal a partir de quatro fontes do governo dos Estados Unidos.

A expectativa do exército russo é conseguir ocupar Kiev, capital ucraniana, com a ajuda dos combatentes locais, que vêm sendo recrutados nos últimos dias, e ser capaz de dar um “golpe devastador” às forças do inimigo no país.

A imprensa síria também teria repercutido essa parceria, revelando que o governo de Vladimir Putin teria oferecido a voluntários valores entre de US$ 200 e US$ 300, o equivalente a R$ 1011 e R$ 1.517, para lutarem na Ucrânia por seis meses.

Ainda não há previsão de quantos combatentes sírios entrarão de fato no conflito. No entanto, alguns deles já estariam se preparando para atuar na guerra, estando em território russo, como reportou o UOL.

A Rússia opera na Síria desde 2015, responsável por dar apoio às forças de Bashar Al-Assad. Poucos dias antes da operação na Ucrânia ser iniciada, o ministro da Defesa russo, Serguei Shoigu, visitou o presidente sírio, Bashar al-Assad, em seu país.