Notícias » Brasil

SP registra queda de internações por Covid-19 em cinco faixas etárias

A maior queda foi observada entre idosos na faixa de 100 anos ou mais, seguido do grupo entre 70 e 79 anos

Giovanna Gomes, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 14/06/2021, às 09h29

Profissional da saúde prepara uma seringa para vacinar paciente
Profissional da saúde prepara uma seringa para vacinar paciente - Getty Images

Cinco faixas etárias vêm registrando queda no número de internações por Covid-19 no estado de São Paulo, conforme análise realizada pela CNN Brasil com base em dados divulgados pela Secretaria de Saúde estadual.

Segundo a matéria publicada no último domingo, 13, os números são referentes aos primeiros 9 dias do mês de junho. Estes foram comparados com os dados do início de janeiro deste ano.

Os grupos analisados são: pessoas com mais de 100 anos; entre 90 e 99; 80 e 89; 70 e 79; e 60 e 69. E é na faixa etária com mais de 100 anos, que pode-se observar a maior queda de internações, com 5 hospitalizações por Covid-19 de 01 a 09 de janeiro, enquanto em junho, foi realizada apenas uma notificação, o que significa uma queda de 80%. Em janeiro foram registradas 3 mortes, enquanto no período de 01 a 09 de junho, nenhuma.

A faixa entre 90 e 99 anos também sofreu grande queda. Em janeiro, 253 pessoas foram internadas com a doença, 58,1% a mais se comparado ao mesmo período em junho, quando foram registradas 106 hospitalizações.

As mortes também caíram: de 159 em janeiro para 30 em junho, o que representa 81,1%. A CNN ressalta que os idosos com mais de 90 anos começaram a serem vacinados no estado no dia 08 de fevereiro.

Os registros indicam que 898 pessoas pertencentes ao grupo de 80 a 89 anos foram internadas no início do ano. Nos primeiros dias do segundo semestre, esse número caiu 54,1%, com 412. Já as mortes caíram de 439 para 105 em junho, apresentando queda de 76%. Esse grupo teve a vacinação iniciada entre 12 e 27 de fevereiro.

A faixa seguinte, entre 70 e 79 anos, registrou a segunda maior queda, com 61,4%. No período entre 1 e 9 de janeiro, foram 1493 internações, enquanto em junho foram 576. O número de óbitos registrado foi de 546 no primeiro mês do ano, 76,9% a mais do que os 126 em junho.

Já na faixa entre 60 e 69, que começou a ser imunizada entre março e abril, a CNN observou uma queda de 48,9% no número de internações: de 1898 para 968. Foram 544 mortes em janeiro, contra 151 em junho, uma diminuição de 72,2%.