Notícias » São Paulo

SP reserva hospitais para possíveis pacientes com variante ômicron

Dois casos da nova cepa já foram identificados no Brasil

Penélope Coelho Publicado em 01/12/2021, às 12h09

Hospital Tide Setúbal
Hospital Tide Setúbal - Divulgação/PMSP

Na última terça-feira, 30, o instituto Adolfo Luz confirmou dois casos positivos da nova variante da Covid-19, ômicron, em solo brasileiro, mais especificamente na cidade de São Paulo.

No mesmo dia, a prefeitura de SP anunciou que reservou dois hospitais da região para que possíveis pacientes contaminados com a nova cepa possam ser internados e tratados.

De acordo com informações publicadas pelo portal de notícias g1, o hospital Tide Setúbal, localizado próximo ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, foi um dos escolhidos.

Além disso, o Hospital Geral de Guaianases, na zona Leste da capital paulista, também receberá possíveis casos de ômicron. Sabe-se que o local já recebeu pacientes com a variante delta.

Em decorrência da nova cepa do vírus identificada inicialmente na África do Sul, a prefeitura de São Paulo pode adiar a liberação do uso de máscaras em ambientes abertos, previsto para 11 de dezembro.