Notícias » Espaço

Superlua Rosa: fenômeno que acontece nesta semana é a maior superlua de 2020

O espetáculo iluminará os céus de modo único entre os dias 7 e 9 de abril

Vanessa Centamori Publicado em 06/04/2020, às 14h30

Imagem da Lua
Imagem da Lua - NASA

A Lua irá proporcionar um verdadeiro espetáculo entre os dias 7 e 9 de abril (terça e quinta-feira), quando ela irá se apresentar como o fenômeno da Superlua Rosa. O nosso satélite natural estará tão brilhante e estonteante que será a maior superlua de 2020. 

Vale lembrar, porém, que a Lua não estará literalmente rosa. Na verdade, a expressão Superlua Rosa foi dada em homenagem à uma planta selvagem dos Estados Unidos, a Phlox Subulata — uma espécie rosada que floresce nesta época do ano.

Mesmo assim, o fenômeno promete ser imperdível, já que o céu estará bem mais iluminado do que o normal. A Superlua Rosa começará no dia 7, quando a Lua entrará no perigeu, ou seja, assim que sua órbita se aproximar da Terra.

Nessa situação de perigeu, ela ficará cerca de 15% maior e 30% mais brilhante do que quando está no apogeu — ponto mais distante da trajetória da Lua ao redor da Terra. Desse modo, o céu fica bem mais iluminado com o brilho do luar. 

Superlua fotografada pela NASA / Crédito: NASA 

 

O perigeu é um fenômeno normal, que ocorre a cada 28 dias. Só que o diferencial da superlua é que nela essa aproximação acontece exatamente quando a Lua está cheia. Já quando falamos em uma Superlua Rosa, diferentemente de apenas uma superlua, a visão é bem maior e mais iluminada. Isso porque a Lua está bem mais próxima da Terra do que em outras luas cheias. 

O auge do fenômeno da Superlua Rosa irá acontecer na quarta-feira, 8, quando a Lua estará cheia em sua totalidade. Para acompanhar, o ideal é que você esteja em um ponto alto ou com visão livre do horizonte. Seu espetáculo particular será bem mais grandioso, já que a Lua parece bem maior quando colocada em contraste com edifícios e árvores que estão à frente.

Mas, também é possível observar a superlua quanto ela estiver alta no céu, com um efeito um pouco mais reduzido. O segredo é olhar para o cosmos a partir do lado leste, desde onde ocorre o pôr do sol, assim você não perde a Superlua Rosa. 


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon: 

O livro da Lua 2020, de Marcia Mattos (2019) - https://amzn.to/3e2CYUu

A irmã da lua, de Lucinda Riley (2018) - https://amzn.to/2VcfXpo

Lua Vermelha, de Miranda Gray (2015) - https://amzn.to/3aRsFAF

Boa Noite, lua, de Margaret Wise Brown (1997) - https://amzn.to/2UQp00j

Desaparecidos em Luz da Lua, de Christelle Dabos (2019) - https://amzn.to/2RjyEq9

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W