Notícias » Estados Unidos

Suprema Corte rejeita ação de Trump para sigilo em registros de ataque ao Capitólio

A Suprema Corte dos Estados Unidos tomou uma decisão pouco favorável ao antigo presidente do país

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 20/01/2022, às 15h36

Imagem ilustrativa de Donald Trump
Imagem ilustrativa de Donald Trump - Getty Images

Um pedido feito por Donald Trump, ex-presidente dos Estados Unidos, que solicitava que a divulgação de registros da Casa Branca sobre o ataque ao Capitólio fossem bloqueados foi rejeitado pela Suprema Corte dos Estados Unidos na última quarta-feira, 19. 

A decisão da Justiça americana faz com que os documentos produzidos por uma agência federal dos Estados Unidos sobre o ocorrido sejam divulgados mesmo que tribunais inferiores proíbam. As informações são da Reuters. 

O único dos nove membros da Suprema Corte que se manifestou publicamente contra a decisão divulgada na última quarta-feira, 19, foi Clarence Thomas, um juiz conservador. O pedido de Donald Trump havia chegado a eles depois de uma decisão anterior, feita pelo Tribunal de Apelações dos EUA para o Circuito do Distrito de Columbia no dia 9 de dezembro. 

Até então, uma batalha legal era travada por Trump e seus aliados para fazer com que o acesso a documentos sobre o ocorrido e testemunhas da invasão fosse bloqueado. O ex-presidente dos Estados Unidos tentou usar o privilégio executivo, um princípio legal que traz confidencialidade a partes das comunicações internas da Casa Branca, mas não conseguiu.