Notícias » Haiti

Suspeito de conexão com assassinato de presidente do Haiti é preso na Turquia

Jovenel Moise foi morto a tiros em 7 de julho deste ano

Isabela Barreiros Publicado em 16/11/2021, às 14h29

O ex-presidente do Haiti Jovenel Moise, em 2016
O ex-presidente do Haiti Jovenel Moise, em 2016 - Getty Images

Um homem suspeito de ter conexão com o assassinato do presidente haitiano Jovenel Moise, em 7 de julho deste ano, foi preso pelas autoridades turcas nesta terça-feira, 16, de acordo com o ministro das Relações Exteriores do Haiti, Claude Joseph.

A polícia considera o empresário Samir Handal uma pessoa de “grande interesse” na investigação sobre a morte de Moise, que ainda não teve nenhuma pessoa acusada ou presa em conexão com o caso.

Handal estava no aeroporto de Istambul na manhã da última segunda-feira, 15, quando foi detido pelas autoridades turcas. Ele é um empresário que estava chegando dos Estados Unidos e iria para a Jordânia, segundo a Agência Anadolu.

Pelo Twitter, Joseph informou a prisão do suspeito. No entanto, não divulgou mais detalhes sobre a investigação, segundo o jornal britânico The Guardian. 

“Acabei de ter uma conversa por telefone com o ministro turco, meu amigo Mevlüt Çavuşoğlu, para agradecer à Turquia pela prisão de Samir Handal, uma das pessoas de grande interesse na investigação do assassinato do presidente”, escreveu.

Moise foi assassinado a tiros em um ataque realizado em sua residência oficial, localizada em Porto Príncipe, capital do país. A primeira dama Martine também foi atingida no ataque, que teve mais de 40 suspeitos presos.