Notícias » Crimes

Suspeito de homicídio cometido em 2019 é preso em São Paulo

Segundo a Polícia Civil, o caso aconteceu na estação Barra Funda do metrô, sendo que a vítima de 57 anos morreu no local

Redação Publicado em 21/06/2021, às 12h30

Imagem meramente ilustrativa de interior do metrô
Imagem meramente ilustrativa de interior do metrô - Dibulgação/ Pixabay/ igorovsyannykov

Em meados de 2019, a morte de um homem de 57 anos em uma estação de metrô de São Paulo instigou os oficiais da Polícia Civil. Na última quinta-feira, 17, então, o caso ganhou mais um capítulo com a prisão do homem que teria cometido o assassinato.

Segundo o UOL, tudo começou na escadaria de acesso da Barra Funda, que fica na linha-3 Vermelha do Metrô da cidade. Inicialmente, todavia, os policiais imaginaram que a morte teria sido acidental, já que não encontraram qualquer prova que dizia o contrário.

Na época do caso, inclusive, a Polícia Civil não identificou testemunhas oculares do ocorrido, o que dificultou as investigações. Dessa forma, a morte do professor Luiz Carlos Neves Ribeiro, que faleceu ainda na estação, foi registrada como acidental.

Ainda assim, agentes da 1ª Delegacia da Divisão de Homicídios não quiseram deixar o caso esfriar e continuaram com as investigações. Tendo ouvido três testemunhas, então, as equipes constataram que o caso não se resumia em um simples acidente.

De acordo com os depoimentos recolhidos, Luiz Carlos foi empurrado escada abaixo pelo suposto agressor, batendo a cabeça no chão. Em seguida, já inconsciente, o professor ainda foi agredido mais uma vez, o que gerou uma fratura em seu crânio. Agora, com o suspeito detido, a polícia busca identificar a motivação do homicídio.