Notícias » Brasil

Suzane Richthofen, Elize Matsunaga e Anna Jatobá deixam prisão em 'saidinha'

As criminosas tiveram acesso ao benefício e deixaram Tremembé com direito a mensagem para as câmeras

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Isabela Barreiros Publicado em 23/12/2021, às 13h14

Suzane (esq.), Anna (centro) e Elize (dir.) em saídas da prisão
Suzane (esq.), Anna (centro) e Elize (dir.) em saídas da prisão - Divulgação / Vídeo / TV Vanguarda

As criminosas Suzane von Richthofen, Anna Carolina Jatobá e Elize Matsunaga, conhecidas nacionalmente por seus crimes durante o século 21 no Brasil, saíram da penitenciária feminina Santa Maria Eufrásia Pelletier, em Tremembé (SP), para aproveitarem a "saidinha" temporária de fim de ano.

Esta é a última oportunidade do benefício no ano, que compõe quatro "saidinhas" por ano, separadas em maio, junho, setembro e a última, sendo agora em dezembro. Elas são concedida a presos que apresentaram, ao longo do cumprimento de suas penas, bom comportamento e que agora estão no regime semiaberto.

Enquanto Suzane e Jatobá saíram sem alarde, Elize Matsunaga aproveitou a projeção midiática para mandar um recado para a filha, com a qual não tem contato desde que perdeu a guarda. Ao sair da penitenciária, segurando um papel em formato de coração, ela direcionou a mensagem pelas câmeras: "Te amo minha filha. Nunca desistirei de você", como informou a TV Vanguarda, afiliada local da Globo.

Suzane está presa por mobilizar o assassinato de seus pais, Manfred e Marísia Von Richthofen, em 2002; Anna Carolina Jatobá cumpre pena pela morte da enteadaIsabella Nardoni, atirada pela janela do prédio de seu ex-companheiro em 2008; Elize Matsunaga foi condenada por assassinar, esquartejar e tentar ocultar o corpo do ex-marido Marcos em 2012.