Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Mundo

Tailândia descriminaliza cannabis medicinal e legaliza plantio

O desdobramento surpreende pelo fato do país ser conhecido por suas políticas rígidas em relação às drogas

Ingredi Brunato, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 09/06/2022, às 12h27

Fotografia meramente ilustrativa de plantação de maconha - Divulgação/ Pixabay/ rexmedlen
Fotografia meramente ilustrativa de plantação de maconha - Divulgação/ Pixabay/ rexmedlen

O governo da Tailândia flexibilizou sua legislação relativa à cannabis na última quinta-feira, 8, legalizando o plantio e comercialização de maconha por sua população, e descriminalizando o uso da erva em contextos medicinais. 

Bebidas ou alimentos trazendo infusões de cannabis que contenham uma quantidade abaixo de 0,2% de THC (o principal composto da planta a ser responsável por seus efeitos psicoativos) também estão dentro da nova lei tailandesa.

É importante esclarecer, todavia, que o consumo de maconha de forma recreativa, incluindo o ato de fumá-la, permanece proibido, conforme explicado pelo ministro de Saúde tailandês,Anutin Charnvirakul, em uma entrevista à CNN: 

Nós sempre enfatizamos o uso de extrações de cannabis e matérias-primas para fins médicos e para a saúde. Nunca houve um momento em que pensaríamos em defender as pessoas a usar cannabis em termos de recreação — ou usá-la de uma maneira que pudesse irritar os outros”, afirmou o político. 

Benefícios econômicos 

Através da mudança em suas leis, as autoridades da Tailândia esperam propulsionar sua economia ao promover o desenvolvimento de um lucrativo mercado de cannabis medicinal em seu território.

De acordo com as estimativas de Charnvirakul, os rendimentos anuais da nova indústria alcançarão facilmente a casa dos 2 bilhões de dólares. Existe inclusive um projeto governamental para distribuir gratuitamente mais de um 1 milhão de mudas de maconha para famílias tailandesas, assim permitindo que elas dêem o pontapé inicial à adoção do cultivo da planta como fonte de renda, ainda segundo apurado pela CNN. 

Turistas que queiram visitar o país para comprar produtos de propósitos terapêuticos com infusões de cannabis também são bem-vindos, diferente daqueles que tem interesse no uso recreativo. 

Se você estiver pensando em vir para a Tailândia apenas porque ouviu que cannabis ou maconha é legal... [ou] vir para a Tailândia para fumar maconha livremente, isso é errado", enfatizou o ministro da Saúde.