Notícias » Oriente Médio

Talibã ataca tribunal militar no Afeganistão

O grupo terrorista vem promovendo diversos atentados no país, o que fez com que a presidência declarasse uma mudança radical no posicionamento do exército

André Nogueira Publicado em 14/05/2020, às 09h48

Ataque terrorista
Ataque terrorista - Divulgação

O grupo extremista Talibã reivindicou mais um ataque no Afeganistão, dessa vez contra um tribunal militar localizado na cidade de Gardez, onde um homem dirigiu um caminhão contra a população, matando cinco e ferindo 14. Após a condução, o veículo, repleto de explosivos, foi detonado nas proximidades do prédio.

O ataque foi declarado de autoria do núcleo sunita pelo seu porta-voz, Zabihullah Mujahid. Hoje, 14, foram iniciadas às investigações no local do ocorrido. O atentado é mais um dos diversos ataques ocorridos no país nos últimos dias, o que incluiu subúrbios e até mesmo uma maternidade na capital.

Logo após o ataque, que ocorreu por insatisfação do Talibã em relação às negociações de paz no país asiático, o presidente Ashraf Ghani condenou o episódio e ordenou que os militares assumissem uma posição ofensiva contra o grupo, mudando a tática de negociação.

O governo ainda acusou o Talibã de promover o ambiente de aceitação do estado de terror em que se encontra o Afeganistão, atribuindo ao grupo culpa em outros ataques não reivindicados e até negados pelos terroristas dessa associação.