Notícias » Afeganistão

Talibã realiza operações contra membros do Estado Islâmico escondidos no Afeganistão

O EI representa uma séria ameaça à soberania do governo talibã sobre o território

Ingredi Brunato, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 15/11/2021, às 14h00

Imagem meramente ilustrativa do Afeganistão em 2002
Imagem meramente ilustrativa do Afeganistão em 2002 - Getty Images

Combatentes do Talibã atacaram bases do Estado Islâmico que estavam escondidas na região sul do Afeganistão nesta segunda-feira, 15. A ação teve início durante a calada da noite e persistiu até as primeiras horas da manhã. 

"Quatro guerreiros do Estado Islâmico foram mortos até agora, e dez, detidos (...) Um deles se fez explodir em uma casa", revelou o taleban Abdul Ghafar Mohammadi, que é o atual chefe de polícia do país. 

Vale lembrar que, embora ambos os grupos citados tenham interpretações extremistas do Alcorão, eles possuem divergências fundamentais que fazem com que sejam inimigos, conforme divulgado pela AFP.

O EI, por exemplo, possui um objetivo mais expancionista, planejando assim instalar um grande califado — uma espécie de sistema político semelhante a uma monarquia, porém em que o líder, o califa, é visto como um sucessor político e religioso do profeta Maomé.

Já o Talibã só deseja construir um califado no Afeganistão. Por esse motivo, os dois estão em constante conflito, o que apenas foi intensificado pelo retorno do Talibã ao poder.