Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Rússia

'Também não gostamos dele', diz Kremlin ao comemorar renúncia de Boris Johnson

Figuras políticas russas reagiram à saída do primeiro-ministro britânico, anunciada nesta hoje

Redação Publicado em 07/07/2022, às 10h27

Boris Johnson acena para o público - Getty Images
Boris Johnson acena para o público - Getty Images

Importantes figuras russas comemoraram nesta quinta-feira, 7, a saída de Boris Johnson de seu cargo como primeiro-ministro do Reino Unido. Entre os principais nomes está o magnata Oleg Deripaska, que chamou o britânico de "palhaço estúpido" e ainda afirmou que o político finalmente recebeu a devida recompensa por ter armado a Ucrânia na guerra contra a Rússia.

Johnson decidiu anunciar sua renúncia em meio a um grande escândalo envolvendo um aliado político. Depois que Chris Pincher foi acusado de apalpar dois homens em um clube em Londres, dezenas de assessores e ministros deixaram seus cargos alegando que Boris não estava mais apto a governar, o que o levou à queda.

Autoridades russas reagem à queda

De acordo com a agência de notícias Reuters, depois que foi comunicada a saída de Johnson, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, afirmou: "Ele não gosta de nós, nós também não gostamos dele".

Maria Zakharova, quem é porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, declarou que a queda do britânico é um sintoma do declínio do Ocidente, que estaria sofrendo com inúmeras crises de caráteres político, ideológico e econômico.

"A moral da história é: não tente destruir a Rússia", disse Zakharova. "A Rússia não pode ser destruída. Você pode quebrar os dentes com isso — e depois engasgar com eles."