Notícias » Hollywood

Tarantino comenta polêmica cena de Bruce Lee em Era uma Vez em... Hollywood: 'Chupem um p**'

O cineasta rebateu críticas e afirmou que aceita somente a chateação da filha do artista marcial e de mais ninguém. Confira!

Penélope Coelho Publicado em 01/07/2021, às 09h20

Quentin Tarantino, em 2019
Quentin Tarantino, em 2019 - Getty Images

Em recente entrevista para o jornal The Hollywood Reporter, o cineasta Quentin Tarantino comentou sobre diversos aspectos de sua carreira. Um dos tópicos discutidos na ocasião foi a polêmica cena que retrata o artista marcial Bruce Lee, no filme Era Uma Vez em... Hollywood (2019). As informações são da revista Rolling Stone.

Na cena em questão, o personagem de Brad Pitt, o dublê Cliff Booth, derrota um intérprete que se passa por Lee no filme, em uma luta em que Bruce é representado como um fanfarrão, tal aspecto desencadeou diversas críticas.

Ao falar sobre o assunto, o diretor do filme se mostrou irritado com os comentários:

"Posso entender que a filha dele tenha um problema com isso, é a p**** do pai dela, eu entendo. Mas qualquer outra pessoa [pode] chupar um p**. Se você olhar para ele, é óbvio que Cliff o enganou, é assim que ele foi capaz de [vencê-lo], é explicado um pouco mais no livro”, afirmou Tarantino.

Na conversa, Quentin afirmou que pesquisou sobre o artista marcial, a fim de que a retratação fictícia parecesse real:

"Dublês odiavam Bruce [...] está no livro de Matthew PollyBruce não tinha nada além de desrespeito pelos dublês norte-americanos [...] isso chegou ao ponto em que eles se recusaram a trabalhar com ele [...] Quis fazer com que parecesse real. [...] Se Cliff lutasse com Bruce Lee em uma competição de artes marciais no Madison Square Garden, Cliff não teria chance. Mas como um assassino [...], ele o mataria", finalizou.