Notícias » Espaço

Tecnologia permitirá que os astronautas transformem a água salgada de Marte em oxigênio e combustível

Segundo pesquisador da Universidade de Washington, aparato mudará “radicalmente o cálculo logístico das missões a Marte”

Fabio Previdelli Publicado em 01/12/2020, às 14h42

Imagem ilustrativa de Marte
Imagem ilustrativa de Marte - Pixabay

No final de setembro, foi noticiado a descoberta de água líquida em lagos subterrâneos em Marte. Entretanto, enquanto grande parte está congelando a outra está altamente salinizada, o que a torna inútil para os futuros astronautas que poderão desbravar o Planeta Vermelho em 2033.  

Pensando nisso, uma equipe da Universidade de Washington, em St. Louise, desenvolveu um sistema que transforma a água inutilizável em combustível e oxigênio. O sistema usa eletricidade para quebrar a água salgada em oxigênio e hidrogênio, e demonstrou operar em uma atmosfera marciana a -36 graus Celsius. As informações são do Daily Mail

Este eletrolisador de salmoura, como foi chamado, também produz 25 vezes mais oxigênio do que o Experimento de Utilização de Recursos In-Situ de Oxigênio de Marte, da NASA, que foi lançado com um rover em julho desse ano. 

“Nosso eletrolisador de salmoura marciano muda radicalmente o cálculo logístico das missões a Marte”, disse Vijay Ramani, da Universidade de Washington. “Esta tecnologia é igualmente útil na Terra, onde abre os oceanos como uma fonte viável de oxigênio e combustível”.